Faz e me abraça: cartas aos pais de crianças que jogam futebol

RODRIGO TUPINAMBÁ CARVÃO'
'
“O que acontece em quadra serve de base para pensar no lugar da criança no mundo, no papel do adulto no desenvolvimento da nova geração, na vida como ela é.” (Marcelo Barreto, jornalista e apresentador do SporTV) Antigo bordão dos narradores de rádio, ‘Faz e me abraça’ representa a generosidade do jogador que coloca o companheiro em plenas condições de fazer o gol. Ao trabalhar inserido no universo do futebol de crianças e adolescentes no século XXI, o autor evoca a necessidade, por parte dos adultos, desta mesma generosidade – no futebol e além.“ '
'

34,00